Igreja de
Sao Joao Batista

Rua São João, 1363
Lagoa Seca, Natal/RN.

Igreja de
Santo Antonio

Av. Sen. Salgado Filho
Lagoa Nova, Natal/RN.

Igreja do
Cristo Redentor

Rua da Aurora, 62
Lagoa Nova, Natal/RN.

Igreja de
N. Sra. do Monte Libano

R Dr. José Borges, 1483
Lagoa Nova, Natal/RN.

PROGRAMA   MANHÃ COM DEUS   TODOS  OS  DOMINGOS  |  RÁDIO  87,9FM.

Tenha um domingo diferente! Sintonize seu Rádio no Canal 87,9FM e participe do Programa "Manhã com Deus", tocando o seu coração!

HORÁRIO: 10h às 12h30      |       RÁDIO: 87,9FM NATAL       |       TEL.: (84) 3605-6029 / 2010-8700       |       LOCUTOR: Jailson Santos

 

FORMAÇÃO DOUTRINÁRIA

FACILITADOR
Edson Costa

TEMA UNITATIS REDINTEGRATIO ORIENTALIUM ECCLESIARUM AD GENTES
DATA/HORA 28 de agosto às 19h30
LOCAL Salão Paroquial Igreja Matriz de SJB

 

Artigos em Destaque

03.JAN - Santa Genoveva de Paris (422 - 502)

Virgem (422 - 502)

A França não deu ao mundo somente Santa Joana D'Arc como exemplo de mulher santa por interferir na política dos homens. Presenteou a humanidade também com Santa Genoveva. Embora não se atirasse à guerra como Joana D'Arc, Santa Genoveva fez da atividade política e social uma obrigação tão importante quanto a oração e o jejum. Se Joana é invocada como guerreira, Genoveva se faz protetora nas horas de calamidade e perseguição.

Nasceu em Nanterre, perto de Paris, no ano 422, de família muito humilde e modesta, época em que a Inglaterra ainda era dominada pelo paganismo, exigindo da Igreja uma postura de evangelização naquele importante país. Assim, tinha Genoveva cerca de 6 anos (alguns escritos falam em 8) quando uma missão católica passou por sua cidade a caminho da Bretanha, liderada por dois bispos. Um deles profetizou que a menina seria um prodígio cristão - e não errou.

Já aos 15 anos Genoveva fez voto de castidade, participando ainda de uma irmandade que, embora não se retirasse para os conventos, atuava religiosa e socialmente a partir de suas próprias casas. Sua história como protetora da França tem dois episódios significativos e sempre citados: a resistência aos hunos e o auxílio dos moradores do campo à cidade que vivia na penúria.

Quando Átila, 'o flagelo de Deus', liderou os hunos na invasão a Paris, a população decidiu abandonar a cidade. Santa Genoveva os convenceu a ficar, pois deviam confiar em Deus que impediria a destruição da metrópole. Embora quase fosse linchada pelos mais temerosos, sua convicção contagiou e o povo ficou. Átila não só não invadiu Paris como pouco tempo depois foi obrigado a recuar e abandonar outras cidades conquistadas.

Mais tarde, quando a cidade mergulhava na fome e na escassez, Genoveva exortou a população agrícola a socorrer os moradores urbanos, salvando milhares da morte. Por isso é invocada sempre que a capital francesa passa por calamidades e não tem recusado proteção, segundo seus devotos.

Sua atuação na política também livrou muitos da cadeia e da perseguição, pois interferia frequentemente junto ao Rei Clóvis, conseguindo anistia aos prisioneiros políticos. Morreu por volta do ano 502, depois de ter convencido o rei a construir a famosa igreja dedicada a São Pedro e São Paulo. Durante a revolução francesa a abadia construída sobre seu túmulo, e que abrigava suas relíquias, foi saqueada pelos jacobinos, mas seu culto continuou e perdura até hoje na Igreja de Santo Estêvão do Monte.

Texto: Paulinas Internet
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->