Igreja de
Sao Joao Batista

Rua São João, 1363
Lagoa Seca, Natal/RN.

Igreja de
Santo Antonio

Av. Sen. Salgado Filho
Lagoa Nova, Natal/RN.

Igreja do
Cristo Redentor

Rua da Aurora, 62
Lagoa Nova, Natal/RN.

Igreja de
N. Sra. do Monte Libano

R Dr. José Borges, 1483
Lagoa Nova, Natal/RN.

PROGRAMA   MANHÃ COM DEUS   TODOS  OS  DOMINGOS  |  RÁDIO  87,9FM.

Tenha um domingo diferente! Sintonize seu Rádio no Canal 87,9FM e participe do Programa "Manhã com Deus", tocando o seu coração!

HORÁRIO: 10h às 12h30      |       RÁDIO: 87,9FM NATAL       |       TEL.: (84) 3605-6029 / 2010-8700       |       LOCUTOR: Jailson Santos

 

FORMAÇÃO LITÚRGICA

FACILITADORA
Janaína

TEMA VESTES LITÚRGICAS
DATA/HORA 21 de agosto às 19h30
LOCAL Salão Paroquial Igreja Matriz de SJB

 

Artigos em Destaque

Domingo, 26 de Março, 4º Domingo da Quaresma

Primeira Leitura: 1Sm 16,1b.6-7.10-13a

Naqueles dias, o Senhor disse a Samuel:1b Enche de óleo o teu frasco de chifre, e vai! Eu te enviarei a Jessé, de Belém, pois escolhi um rei entre os seus filhos”. 6 Logo que entraram, Samuel avistou Eliab, e pensou: “Certamente o ungido de Javé está diante dele!”. 7 Porém, Javé disse a Samuel: “Não te impressiones com sua aparência nem com sua estatura, pois este eu excluí. Não é como os homens veem que Deus vê, pois o homem vê a aparência; Javé, porém, vê o coração!”.

10 Jesse apresentou, assim, seus sete filhos, mas Samuel declarou: “Javé não escolheu nenhum deles”. 11 Samuel perguntou a Jessé: “Acabaram-se os teus filhos?”. Ele respondeu: “Resta ainda o mais novo, que está vigiando as ovelhas”. Samuel ordenou a Jessé: “Manda buscá-lo, pois não nos sentaremos à mesa antes que ele tenha chegado”. 12 Jessé mandou buscá-lo. Ele era bem corado, de belos olhos e formosa aparência. Então Javé ordenou: “Anda, dá-lhe a unção: é ele!”. 13a Samuel tomou o chifre de óleo e ungiu-o no meio dos seus irmãos. E daquele dia em diante o espírito de Javé se apoderou de Davi.


Salmo: Sl 22,1-3a.3b-4.5.6 (R. 1)

R. O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma.

1 O Senhor é o meu pastor: não me falta coisa alguma! 2 Em campinas verdejantes me coloca a repousar. 3a Me conduz às águas frescas e alma nova ele me dá!

3b Faz que eu siga o bom caminho pela honra do seu nome. 4 Se atravesso o vale escuro, nada temo: estás comigo! Teu bordão e teu cajado, ao meu lado, me dão força.

5 Pões a mesa à minha frente, bem defronte do inimigo; de óleo unges-me a cabeça, e o meu cálice transborda. 6 Só felicidade e graça toda a vida hão de seguir-me; minha casa é a do Senhor pelo resto dos meus dias!


Segunda Leitura: Ef 5,8-14

Irmãos: 8 Antes, éreis trevas, mas, agora, sois luz no Senhor. Procedei como filhos da luz, 9 porque o fruto da luz é a bondade, a justiça e a verdade. 10 Procurai ver o que agrada ao Senhor, 11 e não tomeis parte nas obras infecundas das trevas mas, pelo contrário, denunciai-as. 12 Dá até vergonha dizer o que eles fazem às escondidas! 13 Mas todas essas abominações se tornam manifestas pela luz; com efeito, tudo que é manifestado é luz. 14 Por isso se diz: “Desperta, tu que dormes, levanta-te dos mortos, e Cristo te iluminará”.


Evangelho: Jo 9,1-41

1 Quando ele ia passando, viu um homem que era cego de nascença. 2 Os discípulos perguntaram: “Mestre, quem pecou, para este homem nascer cego, foi ele ou seus pais?”. 3 Jesus respondeu: “Nem ele nem seus pais, mas isso aconteceu para que as obras de Deus se manifestem nele. 4 É preciso que realizemos as obras daquele que me enviou, enquanto durar o dia. Porque vem a noite e então ninguém poderá trabalhar. 5 Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo”. 6 Tendo falado isto, cuspiu no chão, fez um pouco de lama com a saliva e untou os olhos do cego com ela, ordenando-lhe: 7 “Vai te lavar na piscina de Siloé” (palavra que significa Enviado). Foi, lavou-se e voltou enxergando. 8 Os vizinhos e os que antes o conheciam como mendigo, diziam: “Não é ele que vivia sentado a mendigar?”. 9 Uns diziam: “É ele mesmo”. Mas outros afirmavam: “Não é ele, não, e sim alguém parecido com ele”. E ele próprio afirmava: “Sou eu mesmo”. 10 Perguntavam-lhe então: “Como foi que teus olhos se abriram?”. 11 Respondeu: “Aquele homem chamado Jesus fez um pouco de lama, untou-me os olhos com ela e me disse: ‘Vai a Siloé e lava-te’. Fui, lavei-me e comecei a enxergar”. 12 Interrogaram-no: “Onde está ele?”. Respondeu de novo: “Não sei”. 13 Então levaram à presença dos fariseus o homem que antes tinha sido cego. 14 Acontece que era um sábado o dia em que Jesus fez lama e abriu seus olhos. 15 Então os fariseus lhe perguntaram como é que tinha começado a ver. O cego lhes explicou: “Ele colocou lama nos meus olhos, lavei-me, e agora enxergo”. 16 Alguns dos fariseus diziam: “Este homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado”. Mas outros também diziam: “Como poderia um pecador fazer tais sinais?”. E havia divisão de opiniões entre eles. 17 Perguntaram ainda ao cego: “Qual é a tua opinião a respeito de quem te abriu os olhos?”. Respondeu: “É um profeta!”. 18 Os judeus não queriam acreditar que ele tinha sido cego e tivesse recuperado a vista. Por isso chamaram seus pais. 19 E perguntaram a eles: “É este o vosso filho de quem dizeis que nasceu cego? Como é que agora enxerga?”. 20 Os pais responderam: “Sabemos que é nosso filho e que nasceu cego. 21 Mas não sabemos como é que está vendo agora e quem lhe abriu os olhos. Perguntai a ele. Tem idade bastante. Explique-se ele próprio a seu respeito”. 22 Os pais diziam isto com medo dos judeus, os quais já tinham decretado que se alguém confessasse que Jesus era o Cristo, seria expulso da Sinagoga. 23 Por isso é que seus pais disseram: “Tem idade bastante. Perguntai a ele!”. 24 Chamaram o cego pela segunda vez e lhe impuseram: “Dá glória a Deus! Nós sabemos que este homem é um pecador”. 25 Ele respondeu: “Se é pecador, não sei. Uma coisa sei: é que eu era cego e agora vejo”. 26 Perguntaram de novo “Que te fez ele? Como te abriu os olhos?”. 27 Ele respondeu: “Já o disse e não quisestes escutar. Que pretendeis ainda ouvir? Será que desejais fazer-vos também discípulos dele?”. 28 Então os fariseus começaram a insultá-lo dizendo: “Sejas tu discípulo dele. Nós somos discípulos de Moisés. 29 Sabemos que Deus falou a Moisés. Quanto a ele, não sabemos de onde vem”. 30 O homem se defendeu, dizendo: “Isto é espantoso! Ele me abriu os olhos e vós não sabeis de onde ele vem! 31 Sabemos que Deus não escuta os pecadores. Mas Deus escuta a quem o serve com piedade e cumpre a sua vontade. 32 Nunca se ouviu dizer que alguém tenha abertos os olhos a um cego de nascença. 33 Se este homem não fosse de Deus, nada poderia fazer”. 34 Replicaram: “Tu nasceste no pecado, e pretendes ensinar a nós?”. E o expulsaram. 35 Jesus ficou sabendo que o tinham expulsado e disse, quando se encontrou com ele: “Tu acreditas no Filho do homem?”. 36 Ele respondeu: “Quem é ele, Senhor, para que eu creia nele?”. 37 Jesus declarou: “Tu o estás vendo: é o que fala contigo”. 38 Ele exclamou: “Creio, Senhor!”. E prostrou-se diante dele. 39 Jesus disse: “Eu vim ao mundo para um julgamento; a fim de que vejam os que não veem e os que veem se tornem cegos”. 40 Alguns dos fariseus que estavam com ele ouviram isto e perguntaram-lhe: “Por acaso também nós somos cegos?”. 41 Jesus respondeu: “Se fôsseis cegos, não teríeis culpa; mas como dizeis: nós vemos, por isso vossa culpa permanece”.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->