Após atentado, imagem do padroeiro é recebida pelos fiéis devotos

Após o atentado, acontecido há quatro meses e nove dias, devotos de São João Batista, fiéis da Paróquia de Lagoa Seca, acolhem a imagem do seu Padroeiro, restaurada pelas mãos do artesão, Thiago Restauração, que com zelo, carinho, e muita dedicação, doou seu tempo e profissionalismo, na realização deste trabalho.

COMO ACONTECEU
No dia 23 de agosto de 2017, o Padre José Marcelo Cezarino, celebrava uma Missa de 7º Dia, na Igreja São João Batista, quando um homem entrou no templo pela porta lateral na hora em que se fazia o ofertório. Ele andou tranquilamente e em silêncio até o nicho (um altar de 1,7 metros onde a imagem estava) e o empurrou com força.

A violência foi tão grande que o nicho, que é colado no chão, caiu e quebrou todo, sem nenhuma possibilidade de ser restaurado. Mas a imagem poderá ser recuperada.

Logo após derrubar o nicho com imagem, o homem saiu andando tranquilamente e deixou a igreja pela mesma porta por onde entrou.

Após a queda, a imagem do padroeiro ficou sem uma perna, um braço e parte da cabeça. A estátua tem 1,10 metros de altura e é mais antiga que a própria paróquia, que tem 55 anos, completados no último dia 09. Ela tem um valor muito maior que o financeiro para as pessoas e para a paróquia. É a primeira imagem do padroeiro, desde que a paróquia foi erguida.