Caminhada da Solidariedade beneficiará ações sociais da Arquidiocese

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Domingo próximo, 3 de setembro, é dia de exercer a solidariedade na Arquidiocese de Natal. O Vicariato para as Instituições Sociais promove a 3ª edição da Caminhada da Solidariedade. Neste ano, os recursos arrecadados com a venda das camisetas serão destinados para os trabalhos desenvolvidos com dependentes químicos, além de crianças e jovens, como a Comunidade Boa Nova, em São José de Mipibu, e a Casa do Menor Trabalhador, em Natal, que entre outros projetos, trabalha com cursos profissionalizantes, que inserem esses jovens no mercado de trabalho.

A programação terá início às 7h, com celebração eucarística, no Santuário dos Mártires, no bairro Nazaré, em Natal, presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha. Após a missa, os participantes seguirão em caminhada, fazendo o seguinte percurso: Av. Miguel Castro, Av. Prudente de Morais, Rua Apodi, Av. Deodoro da Fonseca, encerrando na Rua Açu, ao lado da Catedral Metropolitana.

Comunidade Boa Nova

Há 27 anos, a comunidade Boa Nova desenvolve um trabalho com dependentes químicos, com a proposta de reabilitá-los e reinseri-los na sociedade. São 10 casas espalhadas em todo o Nordeste, sendo nove masculinas e uma feminina. No território da Arquidiocese de Natal, a comunidade está situada em uma granja, entre os municípios de São José de Mipibu e Monte Alegre. O responsável pela comunidade na Arquidiocese é Antônio Steferson.

Os acolhidos, como são chamados os que chegam à comunidade, passam por um ano de tratamento, de forma gratuita. Atualmente, a casa tem capacidade para acolher 20 internos. De acordo com Steferson, uma extensa programação é desenvolvida com eles. “Acreditamos que o trabalho digno ajuda o homem a crescer, de acordo com a condição física de cada um. O que é essa ocupação? Coisas da casa, como limpeza, cultivo de horta, fábrica de vassouras, cuidado com a cozinha, entre outras atividades”, frisa. O responsável pela comunidade também explica que a oração é um ponto forte da programação junto aos acolhidos.

Outras informações sobre o processo de triagem e atendimento ligue: (84) 98698-5465.

Casa do Menor Trabalhador

A Casa do Menor Trabalhador de Natal é uma instituição filantrópica, de assistência social e sem fins lucrativos. De acordo com seu Estatuto, a Casa atua buscando evitar que crianças e jovens permaneçam ociosos nas ruas ou ocupando atividade lucrativa não formal. Para tanto, a organização promove encontros sistemáticos previstos no ensino fundamental, na educação profissionalizante e em atividades culturais. A Casa do Menor Trabalhador visa utilizar, de modo especial, políticas emancipatórias para adolescentes e jovens de baixa renda e baixa escolaridade. A instituição trabalha para que as crianças e jovens sejam protagonistas de suas histórias, trabalhem em conjunto na transformação da realidade que enfrentam na família e na comunidade. Há aproximadamente 30 anos em funcionamento, a iniciativa surgiu através do trabalho social da Ir. Lúcia Montenegro, junto à Arquidiocese de Natal.

Em 1987, a Campanha da Fraternidade teve como tema “Quem acolhe um menor a mim acolhe” e a partir desta temática, a religiosa criou a instituição, que além dos jovens, atende o público infantil, por meio de uma parceria com o governo do estado. A casa fornece a estrutura e alimentação para os alunos e a secretaria de educação disponibiliza os professores. Atualmente, a casa tem como diretora a Ir. Márcia dos Santos, vinda do estado de Pernambuco.

A instituição abre seleção para os cursos profissionalizantes duas vezes ao ano e as formações são voltadas para jovens carentes. Os cursos duram em média cinco meses e após este período, os alunos formados seguem para o estágio nas empresas parceiras da casa. Mesmo participando do estágio, o jovem precisa estar na casa uma vez na semana para dar continuidade ao aprendizado, em que eles podem aprender sobre ética, regime CLT e o manual de aprendizagem do governo federal. Essa fase dura por 1 ano e 4 meses, período em que dura o estágio. Após esta fase, a empresa pode contratar o jovem. Segundo dados da casa, de 2014 para cá, 1.589 jovens estão inserido no mercado de trabalho.

Para a realização dos cursos, a casa conta com uma parceria com o Instituto IGMK, que custeia o pagamento dos professores, bem como dos uniformes dos alunos. Mas, para custear as demais despesas, a casa conta com o apoio da população, bem como, de outras entidades. Aqueles que desejarem contribuir, podem ligar para: (84) 3223-4924. A instituição funciona na rua Presidente José Bento, 927, no bairro do Alecrim.

SERVIÇO

3ª Caminhada da Solidariedade
Data: 3 de setembro, a partir das 7 horas
Local: inicia no Santuário dos Mártires, no bairro de Nazaré, encerrando na Catedral Metropolitana

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->