Secretaria: (84) 3615-2871 
        

Abraçar a cruz, significa dizer: caminhar com Cristo!

0
0
0
s2smodern

O Evangelho que rezamos neste 24º Domingo, o Evangelho de São Marcos, ele foi escrito para dizer a humanidade quem é Jesus. E hoje, nós chegamos no coração do Evangelho de São Marcos.

Jesus vai caminhando para a região de Cesaréia de Filipe, e no caminho Jesus pede que uma pesquisa seja feita. Uma sondagem. Disse: "vocês pesquisem por aí a meu respeito, para que as pessoas digam quem sou eu". Os discípulos se espalharam, e começaram a perguntar por onde passavam: "para você quem é Jesus?" E as pessoas começavam a dizer. Quando esses discípulos retornam, fazendo este apanhado, Jesus, pergunta: "e aí, o que estão dizendo a meu respeito?" Eles dizem que Jesus é João Batista. Ora, Jesus e João Batista, viveram praticamente na mesma época, uma diferença apenas de seis meses, mas João Batista havia sido degolado na cadeia por ordem do rei Herodes. Disseram que, Jesus, era Elias, aquele profeta que desapareceu na carruagem de fogo. Mas por último disseram que, ele podia ser um profeta qualquer.

Meu irmão, minha irmã: o tempo passou, as coisas mudaram, as pessoas não. Hoje nós continuamos da mesma forma do tempo de Jesus. Nós não sabemos quem é Jesus. Se perguntar hoje para nós: quem é Jesus? O que a gente vai responder? Parece que Jesus se define de acordo com as nossas conveniências; não de acordo com nossas convicções. Jesus, se define de acordo com a situação que a gente vive; por isso, as respostas são as mais diversas possíveis. É João Batista, é Elias, é algum profeta. A segunda pergunta de Jesus: "sim... mas, para você quem sou eu?" E aí, Simão Pedro, que tem a primazia dos apóstolos, responde com precisão: "tu és o Messias". Todos nós sabemos que Deus é Deus; todos nós sabemos que Jesus é o nosso redentor, e até mesmo nosso único e suficiente salvador. Mas o que implica ser o Salvador da humanidade, o que implica ser o Messias? Jesus começa, então a dizer: "olhe Pedro, você foi o inspirado, mas eu vou dizer o que significa ser o Messias". Significa ser rejeitado. Jesus citou aqui três categorias de pessoas: ser rejeitado pelos anciãos, pelos sacerdotes e pelos doutores da lei.

Jesus, só começou dizer por quem ia ser rejeitado, Ele não chegou nem a dizer o que ia sofrer, como estava escrito na primeira leitura, no Profeta Isaías. Quando falou da rejeição, não tinha falado ainda da humilhação, não tinha falado ainda de tudo que ia passar até chegar a cruz do calvário. Pedro disse: "não. Isso não pode te acontecer, Senhor!" E aqui eu digo: quantas vezes a gente procede assim; quantas vezes a gente sabe que Deus é Deus, mas quando a gente passa por um momento difícil, a primeira coisa que pedimos é para que Jesus passe logo aquele momento. Quando a gente passa por uma dor, a gente nunca configura nossa dor a dor de Cristo. A gente nunca transfere o sofrimento de Jesus, o nosso sofrimento, à cruz do calvário. A gente pede logo para se livrar da dor e do sofrimento.

O que significa ser Messias? O que significa ser Cristo? O que significa ser cristão?
Fomos criados a imagem e semelhança dEle. Nós queremos muito parecer com Deus, mas não queremos sofrer como Deus sofreu. Nós rejeitamos, a exemplo de Pedro, qualquer sofrimento, até mesmo para a nossa santificação; até mesmo para a nossa salvação. E Pedro disse: "não, Senhor"! Pedro, teve a ousadia de repreender Jesus. Quantas vezes a gente briga com Jesus. Quando Ele não atende o que a gente pede; quando Ele não faz o que a gente quer; quando Ele não cumpre o que nós mesmo pedimos e prometemos a Ele. Quantas vezes nós brigamos com Jesus. Quantas vezes, então, a nossa fé foi ameaçada por algo indesejado, por algo inesperado na vida, a gente chegou a dizer: "acabou, Deus não existe!"

Meu irmão, minha irmã, Jesus voltou-se para Pedro, colocou Pedro no seu devido lugar, e então chamou a multidão e disse: "quem quer me seguir, tome a sua cruz de cada dia, e me siga". Jesus, não prometeu aqui aliviar sofrimento de ninguém. Jesus, prometeu força e coragem."Quem quer ser meu discípulo, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga".

Nos perguntamos, então: e o que é a nossa Cruz? E, podemos até perguntar: e quem é a minha cruz? São diversas. A cruz não é feita de uma única árvore. A cruz não tem um único sentido. A cruz não aponta em uma única direção.

Quando todos nós fomos batizados, foi traçado sobre nós o sinal da cruz: na fronte, na boca e no ouvido. Na fronte, simplesmente para que possamos pensar como Deus; no ouvido, para que possamos ouvir a palavra do Senhor; mas foi traçado na boca, para que possamos dizer para Deus e o mundo ouvir que Ele é o nosso único e suficiente salvador.

Quais são os impedimentos que temos para renunciar a si mesmo?
A soberba que a gente vive; o orgulho que a gente tem. São coisas que impedem da gente renunciar a si mesmo. A gente não é nada, e quer ser tudo; a gente não tem nada, e quer ter tudo. Muitas vezes a falta de fé, a descrença, o isolamento, a autossuficiência, nos impedem de renunciar a si mesmo e seguir a Cristo. Não somos nada, somos pó, cinza, apenas o barro que sobrou. Renunciar a si mesmo significa pouco; renunciar a si mesmo, significa quase nada diante daquilo que vamos abraçar. A cruz de Jesus; a cruz do calvário; a cruz de cada dia.

Abraçar a cruz, significa dizer, renovar as forças; abraçar a cruz, significa dizer, caminhar com Cristo; abraçar a cruz, significa dizer, chegar a vitória sobre o pecado e a morte, como chegou o Filho de Deus, o servo sofredor, o Cristo bom pastor.

"Quem perder sua vida por causa de mim e do evangelho, vai salvá-la". Só temos um caminho, e esse caminho é uma pessoa, e essa pessoa é Jesus de Nazaré. Que Ele, então, nos abençoe, nos fortaleça, e nos conduza pelos bons caminhos.

Pe. José Marcelo C. Cruz

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->