Orar sempre, com muita humildade, se colocando sempre no lugar do outro

Queridos irmãos e irmãs, paroquianos da Paróquia de São João Batista. Queridos irmãos internautas, pessoas que vivem a fé, celebram o amor por este veículo de comunicação.

Com muita alegria que nós paramos mais uma vez para refletir a liturgia dominical. Desta vez a Liturgia do 30º Domingo do Tempo Comum, em que o grande ensinamento de Jesus Cristo, sinalizou para nós a humildade. A virtude da humildade. Domingo em que, Jesus, contou uma parábola nos dizendo que "dois homens foram ao Templo de Jerusalém para rezar". E, Jesus, deixa muito claro: um era fariseu, o outro era cobrador de impostos.

Sabemos que, o fariseu, era conhecedor da lei, vivia ali em torno do templo, vivia de transmitir conhecimentos, de ensinar a lei. O publicano, também vivia próximo do templo, mas era cobrador de impostos. E como sabemos, o cobrador de impostos tinha que roubar muito para poder agradar o Imperador Romano, e também livrar o seu.

Sendo assim, os dois foram ao Templo para rezar. O fariseu "bem próximo de Deus", com toda a confiança, mas de uma prepotência muito grande, fez a sua oração dizendo: "eu te louvo, Senhor; eu te louvo por que não sou como os outros homens"; ou seja, faltou a virtude da humildade. E a oração que brota do coração do homem, se ela não for revestida da virtude da humildade, ela não agrada em nada ao coração de Deus. "Eu não sou como os outros homens, desonestos, adúlteros, corruptos, não sou como este publicano", ou seja, "eu sou melhor". Já o publicano fez uma oração de muita humildade. E duas coisas importantes: a primeira é que ele não se aproximou tanto de Deus; e a segunda, é que ele não se atrevia sequer elevar os olhos ao Pai, por que tinha consciência dos pecados cometidos. Sendo assim ele fez uma oração com muita humildade: "Senhor, eu não sou digno de elevar os meus olhos, eu não sou digno de me aproximar de ti; eu sou um pecador; perdoe-me". Então, Jesus, nos ensinou que a oração daquele publicano foi feita com muita humildade, e por isso agradou em tudo o coração de Deus.

Três grandes ensinamentos nós podemos extrair da parábola que Jesus contou. O primeiro é que, devemos orar sempre; segundo, orar sempre com muita humildade; e terceiro, se colocar sempre no lugar do outro.

Que Deus nos conceda uma semana abençoada, e que nós, pela força da oração possamos superar todas as dificuldades do tempo presente; nos livrando dos males que nos ameaçam.

Deus, que é Pai, Filho e Espírito Santo vos abençoe hoje, amanhã e sempre!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->