DOAR A PRÓPRIA VIDA - 22º Domingo do Tempo Comum

Logo depois de professar que Jesus é “o Messias, o Filho do Deus vivo”, Pedro demonstra que ainda não havia compreendido a missão do Mestre. Missão de servo sofredor, de quem vem para assumir as dores da humanidade, para compadecer-se dos sofredores e abrir a todos o caminho da vida plena.

Ao repreender Jesus, Pedro se faz porta-voz de todos os que esperam um messias poderoso e triunfante, que tome o poder dos opressores e restaure com seu exército o reino de Davi.

O caminho de Jesus, porém, não é o caminho do poder e da força bruta. É o caminho do sofrimento e da compaixão, da mudança de mentalidade que leva a entregar a própria vida.

QUEM É JESUS?

Fora do território judaico, numa região onde não reina a concepção davídica do Messias, Jesus propõe a seus discípulos a questão de sua identidade. A opinião do povo a respeito de Jesus é que ele seria João Batista, Elias, Jeremias ou algum outro profeta. Pedro, em nome do grupo, responde: “Tu és o Messias, o Filho de Deus”. Jesus confirma a resposta de Pedro, proclamando-o feliz e mudando-lhe até mesmo o nome, como sinal da nova missão que terá pela frente.

OS DESAFIOS DA IGREJA

Após promover a partilha do pão que saciou a multidão e tê-la despedido, Jesus se retira para a montanha para rezar, enquanto os discípulos entram na barca e navegam para a outra margem. Nessa travessia, o vento põe em risco a barca. Já de madrugada, Jesus aparece aos seus, caminhando sobre o mar. Os discípulos são incapazes de reconhecê-lo e se assustam, pensando ver um fantasma. Pedro tenta ir ao encontro do Mestre, quer se comparar a ele, mas logo sente o vento contrário e o mar agitado e se apavora, recebendo uma reprimenda de Jesus pela falta de fé.

Francisco e Clara, dois enamorados, mas de quem?

Fez-se comum falar da amizade entre Clara e Francisco em termos de amor humano. Em seu conhecido ensaio sobre apaixonar-se e amar, Francisco Alberoni escreve que «a relação entre Santa Clara e São Francisco tem todas as características de um enamoramento transferido (ou sublimado) à divindade». «Francisco e Clara», de Fabrizio Costa, a série televisiva transmitida em Rai Uno nos dias 6 e 7 de outubro, melhor talvez que «Irmão Sol e Irmã Lua», de Zeffirelli, soube evitar esta alusão ao romântico, sem tirar nada da beleza também humana de um encontro assim.

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->