Secretaria: (84) 3615-2871 
       

Sábado, 03 de Março/2018, 2ª Semana da Quaresma

0
0
0
s2smodern

Evangelho: Lc 15,1-3.11-32

Naquele tempo 1 todos os cobradores de impostos e outros pecadores se aproximavam de Jesus para o ouvir. 2 Os fariseus e os escribas murmuravam: “Este homem acolhe bem as pessoas de má vida e come com elas!”.3 Jesus lhes respondeu com esta parábola: 11 Disse ainda: “Um homem tinha dois filhos. 12 O caçula disse a seu pai: ‘Pai, dá-me a parte dos bens que me cabe’. 13 E o pai repartiu seus bens entre os dois. Poucos dias depois, o caçula juntou todos os seus bens, partiu para uma região longínqua e esbanjou tudo por lá, vivendo dissolutamente. 14 Depois de gastar tudo, uma fome terrível assolou aquela região e ele começou a passar privações. 15 Então ele ficou como empregado de alguém daquela região, o qual o enviou aos seus campos para guardar porcos. 16 Bem que ele desejava matar a fome com as vagens que os porcos comiam. Mas nem isso lhe davam! 17 Caindo então em si, disse: ‘Quantos empregados de meu pai têm pão à vontade e eu aqui morrendo de fome! 18 Vou partir, voltar para meu pai e dizer-lhe: 19 Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não mereço mais ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados!’. 20 Ele partiu de volta para seu pai. Ainda estava longe, quando seu pai o avistou e ficou penalizado. Correu, então, ao seu encontro, abraçou-o cobrindo-o de beijos. 21 O filho lhe disse: ‘Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não mereço mais ser chamado teu filho!’. 22 Mas o pai ordenou aos seus empregados: “Trazei-me depressa a melhor roupa e colocai nele. Ponde um anel no seu dedo e sandálias nos pés. 23 Trazei também o novilho de engorda, matai-o, comamos e façamos uma festa; 24 porque meu filho estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi encontrado!’. E começaram a festa. 25 O filho mais velho estava no campo. Mas quando voltava, aproximando-se da casa, ouviu a música e o barulho das danças. 26 Chamando um dos empregados, perguntou-lhe o que significava aquilo. 27 Ele respondeu: ‘É teu irmão. Está de volta e teu pai matou o novilho de engorda, porque o recuperou com saúde!’. 28 Ele ficou enfurecido e não queria entrar. O pai saiu e insistiu com ele. 29 Mas ele respondeu ao pai: ‘Há tantos anos te sirvo, sem desobedecer a nenhuma das tuas ordens, e nunca me deste um cabrito sequer para fazer uma festa com meus amigos. 30 Mas só porque está de volta esse teu filho, que esbanjou teus bens com as prostitutas, mandas matar para ele o novilho de engorda!’. 31 Mas o pai lhe respondeu: ‘Filho, tu estás sempre comigo e tudo o que é meu é teu também! 32 No entanto, era preciso festejar e ficar alegre, porque esse teu irmão estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi encontrado!’.”

6ª-Feira, 02 de Março/2018, 2ª Semana da Quaresma

0
0
0
s2smodern

Evangelho: Mt 21,33-43.45-46

Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo, disse-lhes: 33 Escutai esta outra parábola: havia um patrão, que plantou a vinha. Rodeou-a com cerca, cavou nela um lagar e construiu uma torre. Arrendou-a, depois, a uns lavradores e partiu de viagem. 34 Quando chegou a época da colheita, enviou seus empregados aos lavradores para receber a parte dos frutos que lhe cabia. 35 Mas os lavradores agarraram os empregados: espancaram a um, mataram a outro, e ainda apedrejaram um terceiro. 36 Novamente enviou outros empregados, mais numerosos que os primeiros. E os trataram do mesmo modo. 37 Finalmente, enviou-lhes o próprio filho, pensando: ‘Respeitarão o meu filho’. 38 Mas os lavradores viram o filho e disseram entre si: ‘Este é o herdeiro! Vamos matá-lo e tomemos a sua herança!’. 39 Então agarraram o filho, arrastaram-no para fora da vinha e o mataram. 40 Ora, quando voltar o dono da vinha, que fará com aqueles lavradores?”. 41 Responderam-lhe: “Fará morrer miseravelmente aqueles perversos e arrendará a vinha a outros lavradores que lhe deem os rendimentos no seu devido tempo”. 42 Depois Jesus lhes disse: “Nunca lestes na Escritura: A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra principal. Esta é a obra do Senhor, e é admirável aos nossos olhos? 43 Por isso vos digo: ‘O Reino de Deus vos será tirado e será dado a um povo que o fará produzir seus frutos’”. 45 Ouvindo estas parábolas, os sacerdotes- chefes e fariseus perceberam que Jesus falava deles, 46 e procuravam prendê-lo. Mas tinham medo do povo, que o considerava um profeta.

5ª-Feira, 01 de Março/2018, 2ª Semana da Quaresma

0
0
0
s2smodern

Evangelho: Lc 16,19-31

Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: 19 " Havia um homem rico, que se vestia com púrpura e linho finíssimo e se banqueteava cada dia. 20 E um pobre, chamado Lázaro, ficava jogado junto ao seu portão, todo coberto de feridas. 21 Ele bem que gostaria de matar a fome com o que caía da mesa do rico! Além disso os próprios cães iam lamber as suas feridas. 22 Mas o pobre morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão. O rico também morreu, sendo sepultado. 23 E das torturas do abismo, percebeu Abraão de longe e Lázaro no seu seio. 24 Então ele falou: ‘Pai Abraão, tem pena de mim e manda que Lázaro molhe a ponta do dedo na água para refrescar a minha língua, porque sofro horrores nestas chamas’. 25 Abraão respondeu: ‘Meu filho, lembra-te que recebeste os teus bens durante a vida e Lázaro recebeu os seus males. Agora ele encontra consolo aqui, enquanto tu padeces. 26 E, além disso, entre nós está cavado um grande abismo. Os que quisessem passar daqui para onde estás não poderiam, e daí também não se pode atravessar até aqui’. 27 O rico continuou: ‘Pai, eu te peço, então, que o mandes à minha casa paterna, porque tenho cinco irmãos; 28 que ele lhes faça uma advertência, para que também eles não venham parar neste lugar de tortura’. 29 Mas Abraão lhe respondeu: ‘Eles têm Moisés e os profetas. Que os ouçam então!’. 30 Mas o rico ainda lhe disse: ‘Não, pai Abraão. Mas se alguém dentre os mortos for à sua procura, eles certamente se converterão’. 31 Mas Abraão concluiu: ‘Se não dão ouvidos a Moisés e aos Profetas, ainda que alguém ressuscitasse dos mortos, eles, não ficariam convencidos’”.

4ª-Feira, 28 de Fevereiro/2018, 2ª Semana da Quaresma

0
0
0
s2smodern

Evangelho: Mt 20,17-28

17 Subindo a Jerusalém, Jesus chamou à parte os doze discípulos e falou-lhes durante a caminhada: 18 “Estamos subindo para Jerusalém e o Filho do homem será entregue aos sacerdotes-chefes e aos mestres da lei. Eles o condenarão à morte 19 e o entregarão aos pagãos para que seja insultado, açoitado e crucificado. Mas, no terceiro dia, resssuscitará”. 20 Então a mãe dos filhos de Zebedeu chegou perto de Jesus com os seus filhos e prostrou-se diante dele para lhe fazer uma súplica. 21 Ele lhe perguntou: “Que queres?”. Ela lhe respondeu: “Ordena que estes meus dois filhos se sentem, um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu reino”. 22 Jesus replicou: “Não sabeis o que estais pedindo. Podeis beber do cálice que estou para beber?”. Disseram-lhe: “Podemos”. 23 Ele continuou: “Haveis de beber do meu cálice. Mas quanto a vos sentardes à minha direita ou à minha esquerda, não me cabe concedê-lo, porque estes lugares são destinados àqueles para os quais meu Pai os reservou”. 24 Ouvindo isto, os outros dez ficaram indignados contra os dois irmãos. 25 Jesus então os reuniu e disse: “Sabeis que os chefes das nações as governam e os grandes exercem o poder sobre elas. 26 Mas entre vós não será assim. E quem quiser fazer-se grande entre vós será vosso servidor, 27 e quem quiser ser o primeiro dentre vós será o vosso empregado, 28 a exemplo do Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate pela multidão dos homens”.

3ª-Feira, 27 de Fevereiro/2018, 2ª Semana da Quaresma

0
0
0
s2smodern

Evangelho: Mt 23,1-12

1 Então, Jesus declarou ao povo e a seus discípulos: 2 “Os mestres da lei e os fariseus ocupam a cátedra de Moisés. 3 Fazei e observai, então, tudo o que vos disserem, mas não vos guieis pelo seu modo de agir, porque ensinam e não praticam. 4 Amarram pesados fardos e os colocam nas costas dos outros, mas eles próprios não os querem mover nem com a ponta do dedo. 5 Praticam todos os seus atos para atraírem a atenção dos outros. 6 Alargam assim os seus filatérios, e alongam as franjas dos seus mantos. Apreciam os primeiros lugares nos banquetes e as primeiras cadeiras nas sinagogas. 7 Gostam de receber saudações nas praças e de ser chamados de ‘Rabi’ pelos homens. 8 Quanto a vós, não queirais ser chamados de Rabi, porque não tendes senão um só Mestre é sois todos irmãos. 9 A ninguém deis o nome de Pai aqui na terra, porque não tendes senão um Pai: o que está nos céus. 10 Nem vos intituleis mestres, porque não tendes senão um Mestre: o Cristo. 11 O maior dentre vós se faça vosso servidor. 12 Quem se exaltar será humilhado e quem se humilhar será exaltado.

2ª-Feira, 26 de Fevereiro/2018, 2ª Semana da Quaresma

0
0
0
s2smodern

Evangelho: Lc 6,36-38

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:36 Sede misericordiosos, como vosso Pai é misericordioso.37 Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados. 38 Dai aos outros e os outros vos retribuirão; derramarão em vosso avental uma boa medida, bem cheia, sacudida e transbordante. Porque com a medida com que medirdes sereis medidos”.

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->