Secretaria: (84) 3615-2871 
       

2ª-Feira, 12 de Fevereiro/2018 - 6ª Semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 8,11-13

Naquele tempo 11 Chegaram uns fariseus  e começaram a discutir com Jesus. E lhe pediam um sinal que realmente viesse do céu, para pô-lo à prova. 12 Jesus deu um suspiro profundo e disse: “Por que esta geração pede um sinal? Eu vos declaro esta verdade: não será dado um sinal a esta geração!”. 13 E deixando-os lá, embarcou de novo e partiu para a outra margem.

Domingo, 11 de Fevereiro/2018 - 6º Domingo do Tempo Comum

Evangelho: Mc 1,40-45 (Cura de um leproso)

Naquele tempo, 40 chegou perto de Jesus um leproso, implorando auxílio. Ajoelhou-se e lhe suplicou: “Se queres, tu podes me curar”. 41 Cheio de compaixão, Jesus estendeu a mão e tocando nele disse: “Quero! Fica curado!”. 42 E no mesmo instante a lepra desapareceu e ele recuperou a saúde. 43 Jesus o mandou embora com palavras severas. 44 Disse-lhe: “Cuidado! Não fales nada a ninguém. Mas vai apresentar-te ao sacerdote e oferece pela tua cura o que Moisés determinou, para que lhes sirva do atestado”. 45 Ele, porém, logo que partiu, começou a proclamar bem alto e espalhar o acontecido, de modo que Jesus já não podia entrar abertamente numa cidade, mas ficava fora, em lugares retirados. Contudo, iam procurá-lo pessoas de toda parte.

Sábado, 10 de Fevereiro/2018 - 5ª Domingo do Tempo Comum

Evangelho: Mc 8,1-10

1 Naqueles dias, como havia de novo grande multidão e não tinham o que comer, Jesus chamou os discípulos e lhes disse: 2 “Tenho pena deste povo! Há três dias eles permanecem comigo e não têm o que comer. 3 Se eu os mandar embora em jejum para suas casas, eles vão desmaiar no caminho, pois alguns vieram de longe”. 4 Os discípulos responderam: “Como é que alguém poderia dar pão que os satisfizesse num deserto como este?”.5 Ele então perguntou: “Quantos pães tendes?”. Responderam: “Sete”. 6 Mandou então que a multidão se acomodasse no chão; tomou os sete pães, deu graças, partiu-os e os entregou aos discípulos para que distribuíssem. E eles os distribuíram ao povo. 7 Tinham também alguns peixinhos; recitou a fórmula da bênção sobre eles e disse: “Distribuí também estes”. 8 Comeram, ficaram satisfeitos e ainda recolheram sete cestos com os pedaços que sobraram. 9 Ora, a multidão contava umas quatro mil pessoas. Ele as mandou embora. 10 Em seguida entrou na barca com os discípulos, indo para a região de Dalmanuta.

6ª-Feira, 09 de Fevereiro/2018 - 5ª Semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 7,31-37

Naquele tempo, Jesus 31 partiu novamente da região de Tiro e voltou por Sidon, em direção ao lago da Galileia atravessando a região das Dez Cidades. 32 Trouxeram-lhe certo homem surdo e gago. Rogavam-lhe que lhe impusesse a mão. 33 Levando-o à parte, longe da multidão, colocou os dedos nos ouvidos dele e, com saliva, tocou a sua língua. 34 Erguendo os olhos ao céu, deu um suspiro e disse-lhe: “Effatá”, isto é, “Abre-te!”. 35 E os seus ouvidos se abriram imediatamente, e o nó de sua língua se desatou, de sorte que ele falava corretamente. 36 Mas Jesus recomendou que não dissessem nada a ninguém. No entanto, quanto mais insistia, mais eles proclamavam o fato. 37 Cheios até ao máximo de admiração, diziam: “Ele tem feito bem todas as coisas! Faz os surdos ouvirem e os mudos falarem!"

5ª-Feira, 08 de Fevereiro/2018 - 5ª Semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 7,24-30

Naquele tempo 24 Jesus saiu e foi para a região de Tiro. Entrou numa casa e não queria que ninguém soubesse, mas não pôde ficar ignorado. 25 Pois logo certa mulher, cuja filha estava possessa de um espírito impuro, ouviu falar dele e foi prostrar-se a seus pés. 26 Esta mulher era pagã, de origem siro-fenícia, e pedia que expulsasse o demônio de sua filha. 27 Jesus respondeu: “Deixa que os filhos se alimentem primeiro; porque não é justo tirar o pão das crianças e dar aos cachorrinhos”. 28 Mas ela respondeu assim: “É verdade, Senhor. Mas também os cachorrinhos, que ficam debaixo da mesa, comem as migalhas das crianças”. 29 Jesus então lhe disse: “Por causa desta resposta, vai para casa: O demônio já saiu da tua filha”. 30 Ela foi para casa e encontrou a menina deitada na cama: o demônio, de fato, já tinha saído.

4ª-Feira, 07 de Fevereiro/2018 - 5ª Semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 7,14-23

Naquele tempo, Jesus 14 Convocou novamente o povo e dizia: “Ouvi-me, vós todos, e entendei! 15 Nada existe fora da gente que entre em alguém e o possa contaminar. O que dele sai, isto sim é que o contamina”. 16 Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça. 17 Quando se afastou do povo e entrou de novo em casa, seus discípulos perguntaram-lhe o sentido dessa frase enigmática. 18 Respondeu: “Também vós ainda não compreendeis? Não sabeis que tudo quanto entra de fora em alguém não o pode contaminar, 19 porque não penetra no seu coração, mas no ventre, e vai para a fossa?” — assim ele declarava puros todos os alimentos. 20 E continuou: “O que sai de alguém, isto é que o contamina.21 Porque é de dentro do coração do homem que saem as más intenções: prostituições, roubos, assassinatos, 22 adultérios, cobiças, perversidades, fraudes, luxúria, inveja, calúnia, orgulho, insensatez. 23 Todos esses males saem do interior e contaminam o homem”.

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->