Secretaria: (84) 3615-2871 
       

3ª-Feira, 30 de Janeiro/2018 - 4ª Semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 5,21-43

21 Depois que Jesus voltou para a outra margem, enquanto ainda estava no mar, grande multidão acorreu até ele. 22 Chegou um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo, que, quando o viu, jogou-se por terra a seus pés. 23 Suplicou-lhe com insistência dizendo: “Minha filha está nas últimas. Vem, impõe-lhe as mãos para que ela sare e viva!”. 24 Jesus foi com ele. Uma grande multidão o seguia e o apertava de todos os lados. 25 Ora, certa mulher sofria há doze anos de uma perda de sangue. 26 E ela tinha sofrido muito nas mãos de vários médicos, já tendo gasto tudo que possuía sem melhorar, e, pelo contrário, piorando cada vez mais. 27 Quando ela ouviu falar de Jesus, meteu-se entre a multidão e chegando por trás tocou na roupa dele. 28 Ela pensava: “Se eu tocar nele, ainda que seja só na roupa, ficarei curada”. 29 E imediatamente secou a fonte do seu sangue, e ela percebeu, em seu corpo, que estava curada da doença. 30 Mas logo Jesus sentiu que uma força tinha saído dele. Virou-se então no meio da multidão e perguntou: “Quem tocou na minha roupa?”. 31 Os discípulos responderam: “Estás vendo a multidão que te aperta e ainda perguntas: Quem te tocou?”. 32 E ele olhava a sua volta procurando aquela que tinha agido assim. Sabendo o que tinha acontecido, 33 a mulher, amedrontada e tremendo, foi cair aos pés de Jesus e lhe contou toda a verdade. 34 Ele lhe disse: “Filha, tua fé te curou. Vai em paz e fica curada da tua doença”. 35 Ele ainda estava falando quando chegaram mensageiros da casa do chefe da sinagoga, dizendo: “Tua filha morreu. Por que ainda incomodar o Mestre?”. 36 Jesus, percebendo o que acabavam de dizer, disse ao chefe da sinagoga: “Não temas, mas apenas crê!”. 37 E não permitiu que nenhum outro o acompanhasse a não ser Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago. 38 Chegaram à casa do chefe da sinagoga. Ele notou grande agitação, choro e lamentações. 39 Entrou e lhes disse: “Por que esta confusão e este choro? A menina não está morta, mas dorme”. 40 Eles se puseram a caçoar. Mas ele fez com que todos saíssem. E levando consigo o pai e a mãe da menina, e os que o tinham acompanhado, entrou onde a menina estava estendida. 41 Pegando na mão da menina, disse-lhe: Eu te ordeno: “Talitá kum”, isto quer dizer: “Menina, levanta-te!”. 42 E no mesmo instante a menina se levantou e andava, pois já tinha doze anos. Todos ficaram profundamente assombrados. 43 Mas ele lhes recomendou, com insistência, que ninguém tivesse notícia do caso. E mandou dar de comer à menina.

2ª-Feira, 29 de Janeiro/2018 - 4ª Semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 5,1-20

1 Chegaram à outra margem do mar, Jesus e seus discípulos, na região dos gerasenos. 2 Quando desembarcou, um homem possesso de um espírito impuro, saindo dos sepulcros, logo foi ao seu encontro. 3 Ele morava nos sepulcros e ninguém conseguia mantê-lo preso, nem mesmo com correntes, 4 pois muitas vezes lhe haviam algemado os pés e as mãos, e ele arrebentava as correntes, quebrava as algemas, e ninguém o dominava. 5 Passava o tempo inteiro nos sepulcros e sobre os montes, gritando e ferindo-se com pedras. 6 Quando viu Jesus de longe, correu e prostrou se diante dele, 7 e gritou com voz forte: “Que é que tens tu comigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Em nome de Deus: não me atormentes!”. 8 É que Jesus lhe tinha dito: “Espírito impuro, sai deste homem!”. 9 Depois, ele lhe perguntou: “Qual é o teu nome?”. Respondeu-lhe: “Meu nome é Legião, porque somos muitos”. 10 Suplicava-lhe então, com insistência, que não o expulsasse daquela região. 11 Ora, havia ali, ao pé do monte, um grande número de porcos na pastagem. 12 E os espíritos suplicaram-lhe: “Manda-nos para os porcos, e deixa-nos entrar neles”. 13 Ele permitiu, e os espíritos impuros saíram do homem e entraram nos porcos. Estes, cerca de dois mil, jogaram-se com violência no mar, e se afogavam. 14 Os que tomavam conta dos porcos fugiram e espalharam a notícia pela cidade e pelos campos. Várias pessoas foram ver o que tinha acontecido. 15 E chegando perto de Jesus, viram o possesso sentado, vestido e bom de juízo: aquele mesmo que a Legião tinha possuído. Ficaram cheios de medo. 16 Os que tinham visto lhes contaram então o que tinha acontecido com o possesso e com os porcos. 17 E eles insistiram para que Jesus deixasse a terra deles. 18 Quando ele entrava na barca, o possesso de antes pediu para ir em sua companhia. 19 Ele não permitiu, mas lhe disse: “Vai para casa, junto dos teus, e anuncia-lhes tudo o que o Senhor te fez e como teve pena de ti”. 20 Então ele se retirou, e começou a proclamar pela região das Dez Cidades tudo quanto o Senhor lhe tinha feito, e todos ficaram admirados.

Domingo, 28 de Janeiro/2018 - 4ª Domingo do Tempo Comum

Evangelho: Mc 1,21-28

21 Chegaram a Cafarnaum e, no dia de sábado, Jesus entrando na sinagoga ensinava. 22 Os ouvintes se admiravam muito com o seu modo de ensinar, porque ele ensinava como quem tem autoridade, e não como os escribas.23 E estava ali, naquela sinagoga, um homem possesso de um espírito impuro, que começou a gritar: 24 “Que é que tens conosco, Jesus de Nazaré? Vieste para nossa perdição? Eu te conheço: tu és o Santo de Deus!”. 25 Mas Jesus o repreendeu energicamente: “Cala-te e sai deste homem!”. 26 O espírito impuro, sacudindo o homem com violência, deu um forte grito e saiu dele. 27 Todos ficaram tão espantados que perguntavam entre si: “Mas o que é isto? Aí está um ensinamento novo, dado com autoridade! Ele manda até nos espíritos impuros e eles lhe obedecem!”. 28 Sua fama se espalhou por toda parte, em toda a região vizinha à Galileia.

Sábado, 27 de Janeiro/2018 - 3ª semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 4,35-41

35 Naquele dia, de tarde, Jesus disse: “Vamos para a outra margem”. 36 Os discípulos mandaram as multidões embora e tomaram consigo Jesus, assim como ele estava, na barca. Havia ainda outras barcas com ele. 37 E aconteceu que se levantou uma ventania forte e as ondas caíam com violência sobre a barca, de modo que ela estava ficando cheia de água. 38 Enquanto isso, ele dormia na popa, apoiado num travesseiro. Então o despertaram e lhe disseram: “Mestre, não te importas que estejamos afundando?”. 39 Ele acordou, ameaçou o vento e disse ao mar: “Silêncio! Acalma-te!”. Parou o vento e fez-se muito bom tempo. 40 Depois ele lhes disse: “Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?”. 41 Eles ficaram tomados de grande medo e diziam entre si: “Quem é este, a quem até o vento e o mar obedecem?”.

6ª-Feira, 26 de Janeiro/2018 - 3ª semana do Tempo Comum

Evangelho: Lc 10,1-9

Naquele tempo 1o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, à sua frente a todas as cidades e lugares aonde ele estava para ir. 2 E lhes disse: “A colheita é grande, mas os operários são poucos. Pedi ao dono da colheita que envie operários para a sua colheita. 3 Ide! Eu vos envio como cordeiros no meio de lobos. 4 Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias; e não saudeis ninguém pelo caminho. 5 Em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: ‘Paz a esta casa!’. 6 E se houver ali um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não houver, ela voltará para vós. 7 Permanecei nesta mesma casa, comendo e bebendo o que vos servirem, porque o trabalhador tem direito ao seu salário. Não mudeis de uma casa para outra. 8 Em qualquer cidade em que entrardes e vos receberem, comei o que vos for servido; 9 curai seus doentes e dizei aos seus moradores: ‘O Reino de Deus está perto de vós!’.

5ª-Feira, 25 de Janeiro/2018 - 3ª semana do Tempo Comum

Evangelho: Mc 16,15-18 (Envio Missionário)

Naquele tempo Jesus disse aos discípulos: 15  “Ide ao mundo inteiro, proclamai o Evangelho a todas as criaturas. 16 Quem crer e for batizado será salvo. Quem não crer será condenado. 17 Eis os milagres que acompanharão os que crerem: em meu nome expulsarão demônios, falarão línguas novas, 18 pegarão em serpentes e, se beberem um veneno mortal, não lhes fará mal algum; imporão as mãos sobre os enfermos, que serão curados”.

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->