Secretaria: (84) 3615-2871 
       

3ª-Feira, 21 de Novembro - 33ª Semana do Tempo Comum

Apresentação de Nossa Senhora - Memória

Primeira Leitura: Zc 2,14-17

14 Dá gritos de alegria, e rejubila-te, filha de Sião, pois venho morar em teu meio, oráculo de Javé. 15 Nações numerosas ligar-se-ão a Javé, naquele dia, e tornar-se-ão para ele um povo e elas morarão no meio de ti. Assim saberás que Javé dos exércitos me enviou a ti. 16 E Javé possuirá Judá, como sua herança sobre a Terra santa, e ele ainda escolherá Jerusalém. 17 Silêncio! todo homem, diante de Javé, pois ele surge de sua morada santa.

2ª-Feira, 20 de Novembro, 33ª Semana do Tempo Comum

Primeira Leitura: 1Mc 1,10-15.41-43.54-57.62-64

Naqueles dias: 10 Destes reis saiu uma raiz iníqua, Antíoco Epífanes, filho do rei Antíoco. Estivera em Roma como refém, e tornou-se rei no ano cento e trinta e sete do império. 11 Naqueles dias surgiu de Israel uma geração de prevaricadores, que seduziram a muitos, dizendo: “Vamos! Façamos aliança com as nações circunvizinhas. Depois que nos separamos delas, muitas desgraças nos aconteceram”. 12 Tais palavras encontraram ressonância. 13 Alguns dentre o povo se entusiasmaram e foram procurar o rei, que os autorizou a seguir os costumes dos gentios. 14 Construíram em Jerusalém um ginásio, segundo o costume dos gentios. 15 Dissimularam a circuncisão e, assim, renunciaram à Aliança santa para se associarem aos gentios. Venderam-se para praticar o mal. 41 Publicou o rei um edito em todo o seu reino, ordenando que todos formassem um só povo. 42 Cada um devia renunciar a seus costumes particulares. Todas as nações se conformaram ao edito real. 43 Muitos israelitas acolheram de bom grado o seu culto, sacrificaram aos ídolos e profanaram o sábado. 54 No décimo quinto dia de Casleu, no ano cento e quarenta e cinco, Antíoco fez erigir a Abominação da Desolação sobre o altar dos holocaustos e também foram construídos altares nas cidades de Judá que ficavam nas vizinhanças. 55 Queimavam incenso junto às portas das casas e nas ruas. 56 Os Livros da Lei que lhes caíam nas mãos eram atirados ao fogo, depois de rasgados. 57 Em virtude do decreto real, era condenado à morte aquele em cuja casa fosse encontrado um Livro da Aliança, assim como qualquer pessoa que continuasse a observar a Lei. 62 Muitos israelitas, no entanto, tiveram coragem e decidiram firmemente não comer alimentos impuros. 63 Preferiram morrer a contaminar-se com alimentos impuros e a profanar a santa Aliança. E efetivamente morreram. 64 Grande cólera se abatia pesadamente sobre Israel.

Domingo, 19 de Novembro, 33º Domingo Comum

Primeira Leitura: Pr 31,10-13.19-20.30-31

10 A mulher perfeita, quem a achará? Ela vale mais que as pérolas.11 Nela confia o coração do marido e não lhe faltarão proventos.12 Ela faz sua felicidade, não sua ruína, todos os dias de sua vida. 13 Ocupa-se com a lã e o linho, e suas mãos trabalham diligentemente. 19 Sua mão trabalha com a roca e seus dedos fazem girar o fuso. 20 Ela estende a mão ao pobre e seus braços ao indigente. 30 A graça é enganadora e vã a beleza, a mulher que teme a Javé será louvada. 31 Dai-lhe uma parte dos frutos de seu trabalho, e às Portas suas obras proclamem seu louvor!

Sábado, 18 de Novembro, 32ª Semana do Tempo Comum

Primeira Leitura: Sb 18,14-16; 19,6-9

14 Pois, quando um silêncio profundo envolvia tudo e a noite chegava ao meio do seu rápido curso, 15 do alto do céu a tua Palavra onipotente se lançou do trono real, como um guerreiro inexorável, para o meio daquele país destinado ao extermínio. Trazendo, como espada afiada, o teu irrevogável decreto, 16 deteve-se e encheu de morte tudo: de pé na terra, ela tocava o céu. 19,6 Para que teus filhos fossem guardados ilesos, toda a criação, obedecendo aos teus decretos, tomava, na sua natureza, novas formas.7 Viu-se a nuvem dar sombra ao acampamento e a terra enxuta surgir onde era água; o mar Vermelho abriu-se numa estrada livre, as águas impetuosas num prado verdejante, 8 e, protegido por tua mão, teu povo atravessou, estupendos milagres contemplando. 9 Como cavalos no pasto, como cordeiros, saltavam celebrando, Senhor, a ti, seu libertador.

6ª-Feira, 17 de Novembro, 32ª Semana do Tempo Comum

Primeira Leitura: Sb 13,1-9

1 Sim, eram insensatos por natureza todos os homens, dominados pela ignorância de Deus, e que não foram capazes de conhecer a partir dos bens visíveis Aquele-que-É, nem de reconhecer pela contemplação das suas obras, o Artífice. 2 Mas foi o fogo, o vento, o ar sutil, a abóbada estrelada, a onda impetuosa ou os luzeiros do céu que tomaram por deuses e senhores do mundo! 3 Se fascinados por sua beleza os tomaram por deuses, deviam entender quão superior é o Senhor destas coisas: pois foi o próprio Autor da beleza quem as criou. 4 E se ficaram assombrados com sua força e atividade, deviam compreender quanto mais poderoso é aquele que as formou. 5 Pois da grandeza e beleza das criaturas se conclui, por analogia, o seu Autor. 6 Estes, no entanto, merecem menos repreensão, pois talvez só errem enquanto procuram a Deus e o querem encontrar; 7 pois ocupam-se de suas obras e as perscrutam, mas deixam-se seduzir pelas aparências, tão belo o que veem! 8 Todavia, nem estes são isentos de culpa; 9 se foram capazes de conhecer coisas tão sublimes e puderam investigar o mundo, como não descobriram o Senhor de tais coisas?

5ª-Feira, 16 de Novembro, 32ª Semana do Tempo Comum

Primeira Leitura: Sb 7,22-8,1

A Sabedoria é a artífice de todas as coisas 22 Nela há um espírito inteligente, santo, único, múltiplo, sutil, ágil, perspicaz, puro, claro, impassível, amante do bem penetrante, 23 incoercível, benfazejo, amigo dos homens, firme, seguro, despreocupado, tudo pode e abrange com o olhar, penetra todos os espíritos, os inteligentes, puros e sutis. 24 Mais que todo movimento, a sabedoria é móvel: atravessa e penetra tudo por sua pureza. 25 Ela é um sopro do poder de Deus, uma pura emanação do esplendor do Todo-poderoso; por isso nada de maculado se introduz nela. 26 Ela é reflexo da Luz eterna, espelho sem mancha do agir de Deus, a imagem de sua bondade. 27 Embora sendo uma só, tudo pode; sempre a mesma, ela renova o universo.Passa, através dos séculos, para as almas santas, fazendo-as amigas de Deus e profetas: 28 pois Deus só ama a quem habita com a sabedoria: 29 Pois é mais bela que o sol, e excede todas as constelações. Comparada à luz, leva a primazia; 30 pois a luz cede lugar à noite, mas, contra a Sabedoria, o mal não prevalece.8,1Exerce a sua influência vigorosa de um extremo a outro do mundo e egregiamente governa o universo.

Versículo do Dia

Informações


+ Rua São João, 1363, Lagoa Seca, Natal/RN.

+ Tel.: (84) 3615-2871

+ pascom@paroquiasaojoaonatal.org.br

+ Pároco: Pe. Marcelo C. Cruz

+ Secretaria: 08h às 11h | 13h30 às 17h30

Link's Úteis

Arquidiocese de Natal CNBB Vaticano
 Biblia Catolica Radios Net  Radio Sao Joao

 

!-- Piwik -->